Subprefeito de Itaquera garante ao Vereador Tripoli que vai acabar com o comércio ilegal de cães e gatos na região da Jacu Pêssego PDF Imprimir E-mail
Animais
Qua, 22 de Maio de 2013 16:00
Mais uma vez, o vereador Roberto Tripoli, PV, solicitou à Subprefeitura de Itaquera o combate ao comércio ilegal de cães e gatos, verificado na Avenida Jacu Pêssego, defronte ao Aquário de Itaquera, e ruas do entorno. E o atual subprefeito Guilherme Henrique de Paula e Silva garantiu que vai “acabar com o comércio ilegal, a curto prazo”.
 

A assessoria do vereador manteve reunião com o subprefeito nesta quarta-feira, 22 de maio de 2013, protocolando o ofício 124/13 e expondo o grave problema do comércio ilegal de cães e gatos na região. Nesse momento, o subprefeito Guilherme Henrique contou que na terça-feira, dia 21 demaio, manteve reunião com representantes dos vendedores de filhotes e técnicos de vários órgãos municipais, como CCZ, Covisa e Suvis. No encontro, ficou decidido que haverá uma ação conjunta visando acabar de vez com o comércio ilegal.

Os criadores de cães e gatos que quiserem se legalizar terão essa oportunidade, segundo o subprefeito. Guilherme Paula e Silva revelou que o proprietário do estabelecimento denominado Aquário de Itaquera se dispôs a abrir espaço para acomodar os vendedores de filhotes e estes deverão se adequar às normas da Lei Municipal 14.483/07.

Como se recorda, essa lei, de autoria do vereador Roberto Tripoli, regula o comércio de cães e gatos, proibindo a venda de filhotes em áreas públicas, como praças, ruas e avenidas. A lei também estabelece normas para a venda em pet shops, canis e gatis e regula os eventos de doação.

Megaoperações a pedido de Tripoli

No final do ano passado, ainda na Administração Kassab, depois de várias gestões do vereador Tripoli, a Suprefeitura de Itaquera realizou uma blitz em conjunto com o CCZ, Policia Militar e Guarda Civil Metropolitana, na região da Jacu Pêssego. Na ocasião, foram apreendidos perto de 100 animais, a maior parte deles, filhotes debilitados e doentes; e muitos foram a óbito.

Outro ponto viciado de comércio ilegal fica defronte à Cobasi-Jaguaré, região afeta à Subprefeitura da Lapa. Nesse local, também a pedido do vereador Tripoli, foi realizada megaoperação no final de abril, com apreensão de 25 filhotes. E a Subprefeitura da Lapa já se comprometeu a continuar fiscalizando e coibindo o comércio ilegal de filhotes.
 
(Texto: Regina Macedo / jornalista ambiental)
 
Envie cartões virtuais e expresse seu amor pelos animais

...........................................

...........................................

Memórias na Proteção

...........................................

Nós temos 89 visitantes online