Diretor de CCZ microchipa-se para evidenciar importância da identificação eletrônica PDF Imprimir E-mail
Para convencer os proprietários de animais da importância de registrar e identificar seus cães e gatos e de quanto o uso do microchip é adequado e seguro, Fernando Vicente Ferreira, coordenador do Centro de Controle de Zoonoses de Americana microchipou-se. Usa o dispositivo na nuca há um ano, sem qualquer problema.

A cidade de Americana vem investindo fortemente no registro e microchipagem de animais domésticos, como forma de reduzir o abandono, pois quando um animal é registrado e microchipado, todos os dados do proprietário ficam num banco de dados do Poder Público e a pessoa pode ser localizada, caso abandone o animal.

Além disso, o microchip facilita a localização do proprietário em caso de fuga ou extravio do cão ou gato.

Consultado pelo Gabinete do  Vereador Tripoli, Fernando Ferreira explicou que  "o produto é super seguro, e não precisei nem de anestesia, mesmo tendo optado por um lugar tão delicado para inserção do  microchip, que é a nuca. Nos animais é mais fácil ainda implantar o microchip", garante.

Veja a reportagem divulgada no site G1:


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Envie cartões virtuais e expresse seu amor pelos animais

...........................................

...........................................

Memórias na Proteção

...........................................

Nós temos 25 visitantes online